Sonhos Não São Propósitos

Tempo de leitura: 2 minutos

Desde muito cedo, procurei ser coerente com minhas convicções de vida. Acreditava que os meus sonhos iriam pautar a minha realidade.

Quando jovem sonhava ser atriz. Passei boa parte da adolescência planejando e arquitetando projetos para colocar em pratica.  Fiz a Faculdade de Artes Cênicas e, antes mesmo de terminar o curso, não me sentia feliz em ser atriz.

Mas, não me importava em recomeçar tudo novamente.

Passado algum tempo, depois de várias tentativas, eu estava finalizando um curso de estética onde eu fazia uma especialização. O objetivo era a formação para ensinar. Contudo, a frustração novamente me perseguia e me atormentava. A cada projeto, a sensação de frustração aumentava, e a dor interior, era cada vez maior.

O problema era com os sonhos que eu tinha? Ou com a sensação de frustração? Pois eu substitua um sonho antigo por outro sonho a ser realizado. Assim, eu tive vários sonhos, bem como outras tantas tentativas de me sentir feliz com o sonho realizado. O processo sempre era o mesmo: sonhava, realizava, frustrava e desistia.

Contudo, como uma brasileira “nata”, nunca desisti … e durante o curso de formação de Esteticistas eu conheci o Coach. Tomei a decisão de participar de um processo de Coaching e então, eu conheci as ferramentas que iriam transformar a minha vida.

Gente, eu preciso dividir isso com vocês. Só para terem uma ideia, eu estava estudando estética há cinco anos! Investido muitos recursos financeiros para adquirir conhecimento, em tempo de prática e tudo o mais que é necessário para uma formação, quando decidi largar tudo e, mais uma vez, mudar de área completamente.

Então decidi que iria fazer tudo o que fosse necessário ser feito para adquirir os conhecimentos que me tornariam capaz de realizar o meu sonho.

E qual era, afinal, o meu “sonho”? Vejamos se faz sentido, meu sonho estava camuflado, escondido, disfarçado em desejos sem significados. O verdadeiro sentimento de estar realizando algo com propósito.

A minha busca, o meu “sonho”, era por realizar o meu trabalho com “propósito”. Pode parecer simples para algumas pessoas, mas, muitas vezes alinhar o que sejam sonho e desejos com propósitos pode durar uma vida inteira.

Sendo os nossos sonhos, algo tão íntimo bem como muito particular. Penso que o mais importante é não desistir de encontrar o que de verdade nos completa. Não importa se profissionalmente ou como forma de realizar um hobbie.

O que conta é viver uma vida coerente com o que seja o nosso propósito.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *